sexta-feira, maio 26, 2006

Outra grande medida

Os hospitais vão ter farmácias abertas todos os dias e durante 24 horas. Não serão geridas pelos hospitais públicos, mas sim por privados escolhidos por concurso público. Já agora, o aumento do horário das farmácias e o fim do preço fixo são outras grandes medidas. Mais notas vinte para Sócrates.

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Os hospitais (todos) já têm farmácias. São públicas por isso funcionam mal. Em vez de resolver esse problema, o governo decidiu ter farmácias privadas nos hospitais onde o movimento for surficiente para as tornar rentáveis. E os doentes, em lugar de levar os remédios de borla como agora levam, vão ter de os pagar. Vê-se bem que o meu amigo é saudável.

3:28 da tarde  
Anonymous «Liblog» said...

E vê-se mesmo que o "meu amigo" é, no mínimo, "desinformado"... "todos" os hospitais já têm farmácias... claro, farmácias hospitalares, que tal como o nome indica, se destinam a servir, única e exclusivamente, os próprios hospitais, e seus doentes em casos muito particulares e muito especificos. Pretende-se, e bem, em vez destas (farmácias hospitalares), farmácias nos hospitais, que visem facilitar a vida de quem por lá (infelizmente) passa. Ah, e mais uma coisinha, os medicamentos que são "à borla", continuarão a sê-lo... não sei onde ouviu o contrário... acho que o "caro amigo" (assim como muitos outros) antes de opinar, deveria informar-se...

9:03 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home