quinta-feira, dezembro 14, 2006

O Rogeiro

Os bandidos do Irão pagaram-lhe a viagem e a estada em Teerão para participar activamente na conferência sobre o Holocausto. Nuno Rogeiro aceitou, claro. Não é todos os dias que se está no meio de bandidos e se viaja até à Pérsia. Ainda por cima as prendas costumam ser chorudas. Tapetes e outras especialidades. Mas o homem desistiu à última hora. Papou a viagem, ninguém lha tira, e fez um recuo dizendo-se indignado com a dita conferência, em que participava, entre outros bandidos, o líder da Klu Klux Klan. Rogeiro é o que é. Serve sempre quem lhe paga. E opina sempre com um ar entendido, superior a tudo e a todos, meio deitado nas cadeiras com umas farripas de cabelo na testa. Como em 1991, no começo da I Guerra do Golfo, quando o homem garantia que os scuds de Saddam nunca atingiriam Telavive. Não tinham capacidade para percorrer tantos quilómetros. Que era tudo propaganda de Israel para obter mais apoios financeiros e militares dos EUA. Basicamente, é uma caixa registadora sabichona à medida deste sítio da treta.

2 Comments:

Anonymous Veliberalino said...

É um grande trafulha, o gajo.

10:39 da tarde  
Anonymous Flávio Gonçalves said...

vileberalino dixit, e mais nada há a dizer.

6:21 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home