segunda-feira, abril 02, 2007

Quando o telefone toca...

A notícia de sábado do Expresso sobre as pressões dos assessores do primeiro-ministro sobre a comunicação social e o editorial de domingo de José Manuel Fernandes, no Público, são duas peças notáveis. Se isto não fosse um sítio muito mal frequentado e de uma certa esquerda arqueológica teria sido um escândalo que abalaria a estrutura deste Governo. Assim não. A maior parte assobiou e olhou para o lado. E ainda se admiram que Salazar seja o maior português. Que sítio salazarento.

4 Comments:

Anonymous nm said...

V. ainda agora, no CM, fez um granda broche ao Portas de quem publicava na íntegra, no DN, os comunicados de imprensa saídos da Defesa Nacional e fala em pressões? e você sofria o quê? era amor pela bondade política de PP, aposto!

2:14 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

nm vai `merda. não voltes.

2:35 da manhã  
Anonymous dlm said...

Como isto vai

1:57 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O josé manuel fernandes só gosta dos telefonemas do durão barroso, do cavaco e da ferreira leite. e do pacheco pereira claro

5:02 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home