sábado, dezembro 03, 2005

Que grande pobreza

A entrevista de ontem de Cacavo na RTP foi uma enorme seca. Sem interesse, sem nada de novo, uma enorme pobreza. Restou a propaganda ao livro do candidato. E desta vez, valha a verdade, a culpa nem foi de Judite de Sousa. Pode dizer-se que em alguns momentos poderia ter apertado mais com Cavaco e deixava-o de certo a gaguejar. Da meia-hora de conversa ficou o vazio e algumas coisas extraordinárias. Então a tal cooperação estratégica com o Governo é só para matérias consensuais? E as outras? Então aquela ideia de pedir legislação só se aplicará quando o Executivo estiver de acordo? Que raio de proposta inovadora. Sinceramente, um dia ainda hei-de perceber porque razão tantos portugueses pensam votar Cavaco. Mas o candidato do centro-direira e de alguma direita teve sorte. A Sportv estava a dar o Porto-Sporting e muita gente estava na TVI a ver o final de uma telenovela qualquer.

1 Comments:

Blogger ZP said...

Eu percebo que a tal "cooperação estratégica" seja só para matérias consensuais... como é que o PR havia de cooperar se não concordar com as politicas?
mas é verdade que o esclarecimento sobre o ambito dessa "cooperação" deixa no limbo (vem a proposito) o que poderá o PR fazer quando não existir o tal consenso (e é melhor não abrir essa caixa de pandora, que nos pode levar para a excomungada "deriva intervencionista"). Mas julgo que a questão no contexto actual pode não fazer muito sentido, porque parece existir consenso nas principais politicas.

5:35 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home