quarta-feira, fevereiro 08, 2006

Pobre ministro

Depois de ter sido sovado em quase todo o lado - PCP e BE estiveram ao lado do triste -, o ministro dito dos Estrangeiros deste sítio muito mal frequentado veio dar o dito por não dito. Mais valia ter ficado calado. É, de facto, uma triste figura. Mais valia vê-lo ao lado dos energúmenos a queimar embaixadas. Dava, com certeza, umas caricaturas sensacionais. Só uma sugestão a Sócrates: não seria melhor nomeá-lo como dramaturgo-mor do Teatro Nacional D. Maria I? Era mais barato e não chateava tanta gente. Ao cuidado da senhora que imagina ser ministra da Cultura.

1 Comments:

Anonymous Veliberalino said...

E quanto ao Belmiro, em que ficamos? Ele é, ou não é, um simples testa de ferro?

12:03 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home