quinta-feira, dezembro 08, 2005

Museu de História Natural

O único momento hilariante do debate entre Soares e Jerónimo aconteceu antes do mesmo. Num número devidamente ensaiado, Soares protestou contra o modelo adoptado, vociferou, enfim, fez o papel de virgem ofendida. Conversa fiada porque se é assim tão mau, o candidato do PS deveria pura e simplesmente recusar participar em tais farsas. Isso sim seria corajoso, revolucionário, anti-americano, digno de um defensor dos mais pobres e desfavorecidos, uma novidade para quem teve a paciência de estar a ver a RTP. O resto foi arqueologia política. Um regresso ao passado. Sem nada de novo, sem nenhuma referência ao atraso na ciência, na inovação, na educação, na competitividade e no progresso. A globalização para estes senhores não existe. Falaram na China, pediram protecção, pareciam dois pequenos salazares a bramar contra o mundo. Orgulhosamente sós.

1 Comments:

Blogger ZP said...

exacto! e foi mais um "lado-a-lado". chegou a ser patetico ver soares a fazer a venia de conveniencia ao "voto disciplinado dos comunistas" que lhe deu a eleição em 86j e eronimo elogiar o soares do 2.o mandato. para quem criticou o debate "morno" entre cavaco e alegre, que dizer deste...

5:30 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home