segunda-feira, julho 24, 2006

Um nojo

O abaixo-assinado de uns senhores que falam em paz, blá, blá, blá e escondem ou tentam esconder uma só coisa: foram, são e serão sempre contra Israel e a favor dos terroristas. São anti-semitas. Mais nada. E não falta muito para defenderem a destruição de Israel e a sua deportação para outro lado qualquer.

Um nojo também as reportagens sobre as vítimas civis. Que só existem no Líbano, claro. E em que os 'repórteres' se esquecem de dizer que os terroristas usam esses civis como escudos humanos. Têm armas em mesquitas e lançam mísseis contra Israel do meio de bairros das cidades. Mas os nojentos ladram e Israel continua a vencer.

7 Comments:

Anonymous Anónimo said...

anti-semitas? deveria pensar se Israel não é simplesmente um país que vive sempre em guerra com o mundo. não tenho pena nenhuma de Israel nem de ninguém que lá vive e apoia ideias ridiculos, baseados em "coitadinhos de nós que vivemos o holocausto... nós merecemos ter uma terra" pois os outros tb, e enquanto existirem pessoas como os árabes dejam da Palestina, Libano, Irão, Syria, eu defendo-os e só quando Israel perceber que pode muito bem viver com o pedaço de terra que tem, sem ter que roubar a dos outros é que deixarei que lutar pela causa dos povos árabes.
Israel que vá á merda! Sinceramente acredito cada vez mais que de coitados não tem nada e que um dia vai afundar na sua propria merda!

vencer??? não me parece... nem nos reinos dos céus!

maria p. duarte

10:39 da manhã  
Anonymous EUROLIBERAL said...

A criação do estado nazi-apartheidesco de Israel foi o maior crime de sempre da ONU (na altura quase só formada por países europeus com um grande complexo de culpa pelo holocausto e que decidiram compensar os judeus com a terra não dos nazis, mas de OUTROS).

De facto, o direito internacional (observado em todos os casos menos no da Palestina) impõe que a descolonização de um território colonial seja feita unitariamente para todos os seus residentes, independentemente da raça ou religião e sem importação maciça de novos colonos para substituir os anteriores. Descolonizar através de uma nova colonização mil vezes mais cruel que a anterior (os ingleses não expulsaram nem roubaram a casa a nenhum palestiniano e não discriminavam nenhuma das 3 religiões) é um crime contra a humanidade miserável ! iSSrael nasceu de um crime e sobrevive (por enquanto) através de um crime contra a humanidade permanente. O castigo será terrível !

12:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

António,

Não posso deixar de concordar com o último post.

Beijinhos,
ana anes

9:23 da tarde  
Blogger Maffa said...

Nojo é este blog!
Hiper complexado com a mania do anti-semitismo!

3:55 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria. Euro. maffa. porque nao vao morar para Gaza? ou para um bunker no sul do Libano? ate esse dia, a merda, o caminho

6:49 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Ana enes que assina uma coluna miservael no expresso?

6:50 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Se for, a garota escreve umas coisas. Para o LIXO.

11:49 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home