quarta-feira, outubro 18, 2006

A culpa deve ser do Souto Moura

O novo Procurador foi humilhado pelo Conselho Superior do Ministério Público, que recusou dar aval ao seu número dois. Como Souto Moura foi o bombo da festa de todos os que foram atingidos pela sua seriedade e firmeza, é natural que agora venham dizer que esta humilhação foi orquestrada pelos seus apoiantes.

1 Comments:

Blogger ruy said...

Dois dos membros do Conselho Superior do Ministério Público (CSMP), (que segunda-feira vetou a escolha do novo procurador-geral da República para o lugar de vice-procurador), nomeados pelo poder político, são casados com duas das principais magistradas do Ministério Público.
Assim, um dos dois designados para o CSMP pelo ministro da Justiça, Rodrigues Maximiano, é casado com Cândida Almeida, que lidera o Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP).
Entre os eleitos pela Assembleia da República (de maioria absoluta do PS), encontra-se Eduardo Paz Ferreira, marido de Francisca Van Dunem, procuradora do Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa.
Além dos cônjuges no CSMP, Cândida Almeida e Francisca Van Dunem têm em comum o facto terem sido dadas como prováveis nos principais cargos do MP. (CM 19.10.06)

5:49 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home